ego/ísmo

02/10/2010

Ísmo – condição patológica.

Certa vez um alguém me escreveu a seguinte frase numa carta: dos 60kg que peso , tenho 61kg de egoísmo!

Passaram-se os anos e hoje, mais uma vez, prestei-me a refletir sobre a doença do ego. Como sou possuidor desse defeito!

Ao contrário do que alguém possa pensar, nem todo defeito tem origem na maldade ou na falha de caráter. Pode ser apenas uma “má formação” da personalidade. Não querendo me defender (já me defendendo), a ressalva sugerida é apenas um outro ponto de vista.

Pois sim… Encontrei-me horas atrás em mais um dilema ético interno: não estou desejando o mal ou que não dê certo aquilo para alguém; apenas, caso não dê certo pra mim, não gostaria de me sentir o fracassado, o incapaz. Olha o egoísmo aí!

A vontade de não se sentir inferior, diminuído frente a outrem; é ridícula, eu sei… Não é à-toa que me critiquei arduamente por ter permitido que tal pensamento passasse pela minha cabeça.

Talvez se fossemos confessar tudo o que se passa em nossos pensamentos, principalmente aqueles que nós mesmos não autorizamos a existência (como o acima citado) tudo viraria um caos = uma putaria generalizada.

De braços dados com o egoísmo está a inveja que, disfarçada de branco, pode ser confessada sem tantos constrangimentos.

No final das contas, tudo gira em torno do por que não eu, por que não comigo, eu mereço, eu não mereço, etc.

Mas, seguindo a vibe (=moda) do Nosso Lar, eu to aqui pra evoluir que nem um pokemon!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: