14/04/2012

A felicidade alheia só me incomoda quando é “às custas” da minha infelicidade…

Oi,

E aí, zero leitores, como vão? Espero que menos estressados do que eu.

Olha, a sobrecarga do dia a dia é realmente algo que complica a vida de alguém que não deseja ser meramente medíocre. São tantas coisas que abrimos mão… E como é que saberemos se valeu apena se ainda não chegamos lá?

Indo direto ao ponto, o problema é que chega um dia ou outro que você realmente fica chateada, sabe? Quando você vê seus amigos como se estes não fossem mais seus amigos, e tudo porque você realmente não tem mais tempo. É uma via de mão dupla, eu sei: eles não te procuram, e você não os procura. E assim os dias vão indo. Não vale a pena procurar ou apontar culpas. Não interessa quem se afastou, quantas vezes você correu atrás, ou tentou se fazer presente. O que fode é o maldito crocodilo não é Peter?

Às vezes o problema não vem ao meio-dia da sua vida, vem à meia-noite, pra você ver…, Sabino.

ai, essa língua!

15/05/2011

Apenas um curto desabafo.

Nos últimos dias tenho presenciado verdadeiros ataques terroristas, dignos dos EUA, com o coitado do português, melhor dizendo, com a coitada da língua “portuguesa”. Chame de frescurite, ou do que bem entender. O fato, para mim, é que uma língua para ser gostosa precisa ser bem utilizada!

Há deslizes irrelevantes, não nego. Mas outros… São de matar!

ex

27/04/2011

Sabe, às vezes não rola mesmo ser amiga de ex. Por mais amor, por mais carinho… É tão difícil! Principalmente se há alguma intenção de se manter uma amizade próxima, aí, colega, fudeu! Mais cedo ou mais tarde alguém vai se magoar novamente só que, agora, dentro de um novo tipo de relação, a amizade.

Quando somos nós os feridos fica muito complicado entender o lado alheio. Fica pior quando as opiniões sobre pontos chave são tão opostas, confusão na certa…

Ai ai!

… E eu voltei

11/04/2011

Quantos meses… Tantas coisas aconteceram.

Meu pânico de avião continua, cada vez pior. Os estudos também continuam, mas agora num outro nível. No todo, a vida continua basicamente a mesma, e estaria bem mansa não fosse a presença de maçãs podres que não posso descartar.

Acho, sinceramente, que as pessoas deveriam entender, de uma vez por todas, que compreensão não é passar a mão na cabeça e que aceitar tudo em silêncio não é uma forma de ajuda!

Boca que apetece, o coração padece!

Abstrai, abstrai!*

03/10/2010

Se a assinatura é:  Do Cult ao Pop, todos os filmes estão aqui. A minha pergunta é: quem é o pop? rs

* Depois dessa eleição, só abstraindo!

tive alguns pensamentos…

Assisti ao filme “A Origem”, e tive, em um primeiro instante, duas dúvidas: 1) Se a ligação entre esse filme e Matrix é só porque aparece a palavra “sonho” nos dois, ou se é porque durante o sonho você pode “construir e manipular” a estrutura. Fora essas duas coisas e a ação intensa do filme, fui incapaz de ver outras semelhanças. 2) Ainda estou me questionando por que alguém não consegue entender o filme; esse fato coloca areia no meu caminhãozinho do medo!

Voltando pra realidade, levanto uma ideia pra discussão: será que a superproteção e o excesso de porcaria estão deixando as novas gerações cada vez mais deficientes em inteligência?

Será que as amizades só duram enquanto persistirem semelhanças e afinidades e as diferenças forem simples amenidades ou simples discursos e pontos de vista, e não ideais de vida?

;)

24/09/2010

Sobre atitudes inesperadas e reviravoltas da vida no tocante a pessoas do sexo feminino, afirma-se:
Não cabe a mim, como não coube a Freud, entender as mulheres!

Fato!

sucinto

14/09/2010

Estou devendo causos. Sei que estou! Mas na correria do trabalho, no momento, só preciso desabafar: o que é a ausência de isolamento sonoro num motel, hã? Nem em filme pornô ouvi tantos gritos! O quarto ao lado estava, provavelmente, escorrendo de tão quente. Quê que era aquilo?!

eu ainda preciso contar minha primeira vez